top of page

Principais Mudanças Regulatórias Recentes e os Impactos no Mercado Imobiliário em Portugal

Portugal, conhecido por seu mercado imobiliário dinâmico e atrativo, tem passado por diversas mudanças regulatórias nos últimos tempos. Essas alterações têm impactado diretamente a dinâmica do setor, influenciando estratégias de investidores e moldando o cenário para compradores e vendedores. Abaixo, exploramos as principais mudanças regulatórias recentes e seus efeitos no mercado imobiliário português.

real-estate-concept-judge-gavel-free-photo.jpg
  • Atualizações no Programa “Golden Visa”: O programa “Golden Visa,” que concede residência a investidores estrangeiros, passou por alterações significativas. Mudanças nas condições de elegibilidade e nos montantes de investimento necessários têm modificado o perfil dos investidores e impactado a demanda por propriedades em determinadas regiões.
     

  • Implicações do Regime Jurídico do Alojamento Local (AL): A regulamentação do Alojamento Local sofreu atualizações para lidar com questões como a concentração excessiva em áreas urbanas. Restrições à abertura de novos estabelecimentos e requisitos mais rigorosos visam equilibrar a oferta de habitações locais com as necessidades dos moradores locais.
     

  • Benefícios Fiscais para a Reabilitação Urbana: Incentivos fiscais para a reabilitação urbana foram reforçados, estimulando o investimento em projetos de renovação. Essa mudança visa revitalizar áreas urbanas, tornando-as mais atrativas para investidores e melhorando a qualidade de vida dos residentes.
     

  • Restrições ao Acesso a Certos Incentivos: O governo português tem restringido o acesso a certos incentivos, como benefícios fiscais, para propriedades específicas. Isso visa direcionar investimentos para áreas que precisam de revitalização, impulsionando o desenvolvimento equilibrado em todo o país.
     

  • Controlo do Arrendamento Residencial: Medidas para controlar o mercado de arrendamento residencial têm sido implementadas para proteger inquilinos e estabilizar os preços. Novas regras visam garantir a acessibilidade à habitação e reduzir a especulação imobiliária, mas também têm impactos na rentabilidade para investidores nesse segmento.
     

  • Avaliação do Risco Sísmico: A avaliação do risco sísmico foi reforçada, particularmente em áreas mais propensas a terremotos. Isso tem implicações na construção e na reabilitação de propriedades, garantindo padrões mais elevados de segurança e resiliência.
     

  • Atualizações nas Regras de Financiamento: As regras relacionadas ao financiamento imobiliário sofreram ajustes, afetando as condições de empréstimos e refinanciamentos. Com mudanças nas taxas de juros e requisitos de elegibilidade, os compradores e investidores precisam ajustar suas estratégias de financiamento.
     

  • Ações contra a Especulação Imobiliária: O governo português tem adotado medidas para combater a especulação imobiliária, incluindo a implementação de impostos sobre ganhos de capital em propriedades. Essas ações visam moderar a valorização excessiva dos imóveis e promover um mercado mais estável.
     

  • Impactos no Mercado: As mudanças regulatórias recentes têm criado um ambiente mais equilibrado e sustentável no mercado imobiliário português. Enquanto algumas restrições podem influenciar estratégias de investimento, as atualizações visam garantir a estabilidade, a transparência e a acessibilidade no setor, criando um mercado mais resiliente e alinhado com as necessidades da sociedade.

Investidores e compradores, ao considerarem o mercado imobiliário em Portugal, devem estar atentos a essas mudanças regulatórias para tomar decisões informadas e adaptar suas estratégias às novas condições. A compreensão das implicações dessas alterações é crucial para navegar com sucesso pelo cenário dinâmico do mercado imobiliário português.

bottom of page